Politica

Rui Costa apresenta à Câmara projeto de mobilidade para o Subúrbio

Evento realizado no Salão Nobre foi mediado pelo presidente Geraldo Júnior

O projeto que pretende reestruturar a mobilidade de uma das regiões mais populosas da cidade, o Subúrbio, por meio do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), foi apresentado à Câmara de Salvador pelo governador Rui Costa, na tarde desta quarta-feira (14). O evento realizado no Salão Nobre foi conduzido pelo presidente do Legislativo municipal, vereador Geraldo Júnior (SD).

A atividade contou com a presença da maioria dos vereadores e dois secretários estaduais, Bruno Dauster (Casa Civil) e Sérgio Britto (Sedur), além do presidente da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello.
Conforme Geraldo Júnior, a presença do chefe do Executivo estadual comprova o protagonismo da Casa em ter as principais decisões voltadas para as transformações da cidade passando pelo Legislativo. “Este evento mostra a importância da Câmara para a cidade, independente de posições partidárias ou ideológicas queremos o avanço da mobilidade no município, assim como fizemos ao aprovar a isenção do ISS para o transporte público”, frisou Geraldo.

Os vereadores tiveram a oportunidade de tirar dúvidas com o governador, que respondeu a todos os questionamentos. A explanação foi parabenizada por governistas e oposicionistas.

Requalificação

Ao apresentar o projeto do VLT, que vai ligar na primeira etapa o Comércio a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, o governador destacou que além de desenvolver a mobilidade, a iniciativa também visa movimentar a economia e o turismo no Subúrbio.
“Vai haver uma requalificação de toda faixa de domínio da linha do trem, nós vamos transformar (a região) num parque linear, com áreas de ciclismo, de caminhada, de lazer para crianças, adultos e idosos, ocupando toda essa faixa como uma devolução para cidade”, disse Rui, que começou a carreira política na Câmara de Salvador.
A segunda fase do projeto chegará até a estação de metrô do Acesso Norte, através da Via Expressa. De acordo com Rui Costa, a tarifa será de R$ 4,00. No total, serão 26 estações, que contarão com vigilância de reconhecimento facial.
O monotrilho terá capacidade para transportar 600 passageiros cada. O tempo de espera entre um trem e outro será de aproximadamente 3 minutos.

Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação

LEIA MAIS;

Secretária de Educação desmente informações sobre fechamento da Escola São Pedro Nolasco em Santa Cruz

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios