Brasil

Multidão se reúne em funerária a espera de pastor que anunciou sua ressureição

Uma multidão de pessoas se reuniu em frente a uma funerária no interior de Goiás esperando a ressurreição de um pastor na madrugada desta terça-feira, 26. Huber Carlos Rodrigues, que morreu por complicações cardiorrespiratórias, assinou um documento dizendo que ressuscitaria três dias após a sua morte.

O caso aconteceu em Goiatuba, na região sul de Goiás. Segundo informações do Metrópoles, em uma carta, assinada em 2008, o pastor disse que teve divinas revelações do Espírito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”, onde ressuscitaria às 23h30, três dias após sua morte.

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu no documento, de acordo com a publicação.

A declaração foi assinada por duas testemunhas. Após a morte na sexta-feira, 22, o corpo do pastor foi deixado em um local refrigerado na funerária. A Vigilância Sanitária chegou a notificar a funerária a realizar o sepultamento imediato do corpo, mas a viúva se recusou.

No entanto, como ele não ressuscitou, o enterro foi realizado por volta das 0h30 desta terça. Segundo o Metrópoles, várias pessoas estiveram no cortejo e filmaram tudo, acreditando que o pastor poderia ressuscitar. A multidão ainda cantou em homenagem a ele e ainda chegou a transmitir o momento pelo Facebook, com 11 mil pessoas on-line.

Ainda na declaração, o pastor afirmou que, por meio da sua ressurreição, pessoas passarão a ouvir a mensagem de Deus e a crer nela. “Eu não serei a luz, mas testificarei a luz, a luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas.

LEIA MAIS;

Bruno Reis diz que vai publicar protocolos para 50% da torcida nos estádios: ‘Para que amanhã já possa valer’

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.