BahiaBrasilMundoNotíciasSalvadorSaúde
Tendência

CoronaVírus: O que é, quais os sintomas e como evitar?

Confira todos os detalhes sobre o CoronaVírus

A gripe e o resfriado são doenças virais que são transmitidas de uma pessoa para outra e pode começar com sintomas desagradáveis. Em caso de gripe o vírus denominado é o Influenza e as pessoas mais vulneráveis são crianças pequenas, idosos, gestantes, pessoas com baixa imunidade ou com doenças crônicas. Agora com a chegada na China de um novo coronavírus que é ainda mais contagioso, gerou um grande aumento da preocupação de todos, já que foi detectado a partir de muitos casos de pneumonia na população com motivos desconhecidos, e muitos  desses casos levaram até a morte.

O que é o coronavírus?

O Coronavírus se constitui numa família de vírus que causam infecções respiratórias denominado cientificamente e chamado de um novo coronavirus do – 2019-nCoV e ainda não se sabe como ocorreu a mutação por ser da mesma família. Já conhecido há muito tempo nos meados de 1960, ele é responsável por desencadear desde resfriados comuns que podem passar despercebidos pelo corpo e até chegar as síndromes respiratórias mais graves que precisam de um acompanhamento médico mais minucioso.

Como o coronavirus se espalha?

Os primeiros casos da doença surgiram na cidade de Wuhan, localizada na China Central. Essa é uma cidade comercial, dividida por rios, e possui muitos parques e lagos. Alguns pesquisadores acreditam que tenha começado o novo coronavírus no mercado de frutos do mar da cidade ou que tenha se espalhado através de animais e foi fechado para fazer a limpeza e desinfecção.

coronavirus

Ainda existem as possibilidades também do vírus ter se alastrado através de cobras ou morcegos e também suposições que estão sendo estudados a transmissão a partir de gotículas das secreções expelidas que podem permanecer nas mãos ou em superfícies, fazendo com que a partir do toque ou aperto de mão ou até o contato com objetos ou superfícies contaminadas, acompanhadas do contato com a boca, nariz ou olhos tenham aumentado as chances do vírus ter se espalhado mais rápido.

Quais são os sintomas do coronavirus?

Os sintomas são bastante parecidos com os da gripe ou resfriado e podem até apresentar uma pneumonia, dores de cabeça, febre, dificuldade de respirar, coriza, tosse. Em casos mais graves insuficiência renal.

Qual o tratamento para o coronavirus?

Por ainda não se ter conseguido descobrir um tratamento adequado para o coronavírus, o ideal é o paciente ingerir bastante líquido inclusive água, banho quente, medicamentos para aliviar as dores e febre. Procurar comer e dormir bem como também praticar exercícios físicos, são essenciais para melhorar o desempenho do seu sistema imunológico

Diagnostico do vírus

Para se ter um diagnóstico do vírus deve ser feita a realização da coleta de materiais das vias aéreas ou que são expelidos pelo escarro. Em caso de suspeita deve se fazer a coleta de aspirado de nasofaringe (ANF) ou swabs combinado (nasal/oral). Agora caso seja diagnosticado serão realizados os testes de biologia molecular, que localizam o RNA viral.

Os pacientes comprovadamente com o vírus deverão ser transferidos para os hospitais de referência, onde devem ser isolados e iniciarem o tratamento.

Cura do coronavirus

Ainda não existe nenhuma vacina ou antibiótico que previna a infecção pelo vírus, contudo, estão sendo feitos testes e estudos em busca da cura.

Como evitar a contaminação pelo coronavirus?

Alguns cuidados com as vias aéreas são necessários para se manter longe de qualquer possibilidade de transmissão do coronavírus. Ainda não existe nenhuma vacina ou antibiótico que previna a infecção e o uso de máscaras, evitar lugares com grande concentração de pessoas e contato próximo com pessoas doentes também aquelas que tenham infecção respiratória aguda.

coronavirus

Procurar lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um antisséptico para as mãos à base de álcool em gel, principalmente, após contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar. Ainda assim siga mais alguns cuidados para se proteger:

  • Deve sempre manter ambientes bastante ventilados;
  • Não usar lenços de pano só lenços descartáveis para higiene nasal;
  • Procurar cobrir nariz e boca sempre que for espirrar ou tossir com um lenço de papel e após descartar no lixo;
  • Sempre limpar e desinfetar objetos e superfícies que geralmente são tocados com frequência;
  • Se as mãos não estiverem higienizadas, evite tocar em olhos, nariz e boca;
  • De jeito nenhum compartilhe objetos de uso pessoal como copos, garrafas e talheres;
  • Deve evitar contato com animais selvagens ou doentes;
  • Após tossir ou espirrar higienize as mãos sempre.

Além de tudo precisa evitar secreções contaminadas, tais como:

catarro; contato com objetos e superfícies contaminadas; contato pessoal próximo; espirro;

gotículas de saliva; tosse.

Os profissionais da área da saúde também precisam de precaução padrão como uso de avental não estéril máscara cirúrgica, luvas, e óculos de proteção.

Diferenças entre gripe e o novo coronavirus

O coronavirus e a gripe tem sintomas bastante parecidos, por isso precisa se ter uma maior atenção, embora os casos considerados suspeitos sejam das pessoas que tenham viajado para Wuhan.

Vacina contra o coronavirus

Ainda não existem vacinas para controlar o vírus, mas a Johnson & Johnson desenvolver uma potencial vacina preventiva. A Rússia está estudando a possibilidade, mas poderão estar disponíveis após três meses.

Casos comprovados no Brasil

O Ministério da Saúde já descartou os casos para investigação de possível relação do vírus com a infecção humana. Alguns estados como: Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul estão fora de suspeita.

Os últimos casos confirmados no Brasil estão recebendo isolamento dentro das unidades de saúde além de estar sendo feitos diversos exames para possíveis diagnósticos. Os sintomas podem aparecer em duas semanas.

Como se proteger do coronavirus no carnaval?

coronavirus carnaval

Existe a preocupação com a chegada do coronavírus no carnaval por conta dos turistas que visitam a folia e vem de diversos países que já apresentam a doença. Por enquanto não podemos ficar preocupados porque ainda não existe nenhum caso no Brasil.  A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) integra o Centro de Operações de Emergência (COE) – Coronavírus. Para detectar possíveis suspeitas casos que possam ocorrer.

Onde o vírus já chegou?

Todas as mortes ocorreram na China e uma morte nas Filipinas, contudo, o vírus já foi identificado nos seguintes países: Japão, Camboja, Finlândia, Nepal e Sri Lanka, Tailândia, Coreia do Sul, Vietnã, Arábia Saudita, Estados Unidos da América, Singapura, Taiwan, Austrália, Macau, Malásia, Estados Unidos, França, Alemanha, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Canadá, Vietnã.

Com a chegada desse novo tipo de coronavírus, o qual tem causado mortes e bastante preocupação. Foram adiadas comemorações na China e todos são obrigados a utilizarem máscaras e luvas, além de impor a população diversas medidas para o controle da higiene da população. Ainda não há casos no Brasil do coronavírus, apenas algumas suspeitas que já foram descartadas a partir de coletas de materiais.

No Brasil foi decretada “emergência” para repatriar cidadãos onde obrigatoriamente todos ficarão em quarentena quando retornarem inclusive que foi designado na busca, não tendo direito a nenhuma visita até que esteja descartada a possibilidade de proliferação do vírus. As Unidades de Vigilâncias Sanitárias estão preparadas para evitar a possível contaminação caso ocorra.

Nos aeroportos e fronteiras que são principais pontos de entradas do país é recomendado o uso de luvas e máscaras. Vale lembrar que toda essa contaminação pode ser combatida ainda por medidas de prevenção.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.