Famosos

Jogador Daniel Alves é detido na Espanha após denúncia de assédio sexual

O lateral-direito Daniel Alves, de 39 anos, foi detido pela polícia de Barcelona, na Espanha, nesta sexta-feira (20). O baiano responde a um processo por suposto assédio sexual. Ele foi levado para a delegacia onde prestou depoimento, mas segundo a emissora espanhola RTVE, o atleta saiu detido em uma viatura policial.

Daniel Alves responde a um processo após denúncia feita durante uma festa na cidade no final de dezembro do ano passado. De acordo com a queixa, ele teria assediado uma mulher numa boate na noite do último dia 30. Funcionários do estabelecimento chamaram a polícia, mas o atleta já havia ido embora quando os policiais chegaram. No entanto um inquérito foi aberto. O jogador nega a acusação

“Eu estive nesse lugar, e quem me conhece sabe que eu adoro dançar, mas sem invadir o espaço de ninguém, respeitando os espaços. E quando você vai ao banheiro não tem que perguntar quem está lá para usar o banheiro. Não sei quem é essa senhorita, nunca a vi. Nestes anos todos nunca invadi o espaço de ninguém sem autorização”, disse o lateral.

A polícia da Catalunha não informou o motivo da detenção de Daniel Alves ocorrida durante o depoimento, já que não havia madado de prisão contra ele.

Atualmente jogador do mexicano Pumas, Daniel Alves disputou a Copa do Mundo de 2022, no Catar, pela Seleção Brasileira. Revelado pelo Juazeiro, ele se destacou no Bahia despertando o interesse do Sevilla, da Espanha, que o contratou. Depos, ele se transferiu para o Barcelona, atuando entre 2008 e 2016. Ele também defendeu a italiana Juventus, o francês PSG e o São Paulo. Antes de chegar no futebol mexicano em 2022, ele teve uma curta segunda passagem pelo Barça. O jogador é recordista de títulos do futebol com 43 conquistas ao longo da carreira.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.