Politica

Em um ano, Bruno Reis cumpriu 9 das 54 promessas de campanha, aponta levantamento

Bruno Reis cumpriu 16,6% do total de promessas de campanha

O levantamento feito pelo portal g1 aponta que o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), cumpriu totalmente 9 das 54 promessas feitas durante a campanha eleitoral, em 2021, o que corresponde a 16,6% do total. Além disso, o gestor cumpriu parcialmente quatro promessas, o equivalente a 7,4%. Os compromissos são monitorados desde a posse.

No primeiro ano, Bruno Reis ainda não cumpriu 39 promessas, o que representa 72,2% do que foi prometido. Trata-se de um acompanhamento durante a gestão. A avaliação final será feita ao término do mandato.
A pesquisa monitora o que foi prometido pelo prefeito de Salvador, tanto no programa de governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quanto em entrevistas e debates com a participação de Bruno Reis.

Segundo a pesquisa, Direitos Humanos e Sociais e Meio Ambiente são as áreas que tiveram mais promessas cumpridas, totalizando seis (três de cada). Já Educação e Cultura e Mobilidade Pública estão entre as áreas mais atrasadas.

O levantamento mostra que duas promessas na área da Educação e Cultura não foram avaliadas, porque elas tinham prazos determinados para os anos de 2023 e 2024.

Na página especial é possível verificar as promessas e conferir o status de cada uma delas em janeiro de 2021. No levantamento ainda é possível ver a explicação sobre cada promessa, com base nas respostas do estado e no que foi apurado pela equipe de reportagem.

Em nota, a prefeitura de Salvador contesta o levantamento. De acordo com a gestão municipal, “houve erros de avaliação cometidos durante a classificação do status de algumas promessas, muitas das quais já foram plenamente cumpridas ou cumpridas em parte”.

Leia na íntegra:

“Em relação ao levantamento divulgado pelo G1 nesta terça-feira (4/1/2022), acerca das promessas de campanha feitas pelo prefeito Bruno Reis, a Prefeitura de Salvador alerta que houve erros de avaliação cometidos durante a classificação do status de algumas promessas, muitas das quais já foram plenamente cumpridas ou cumpridas em parte.

Ocorre que, ao classificar as 54 promessas, o G1 considerou como “Não cumpridas ainda” promessas que já foram “cumpridas em parte” em sua ampla maioria (mais de 50%), o que, na avaliação da administração municipal, deve ser destacado de forma positiva, sobretudo em um ano marcado pelo enfrentamento da pandemia do coronavírus.

Se avaliadas criteriosamente, em sua maioria, as 54 promessas já estão sendo parcialmente cumpridas, o que pode ser conferido no “Saiba o porquê do status”. O equívoco cometido na matéria, portanto, está na classificação do status.

Há algumas situações que indicam claramente esse erro de classificação. Uma das promessas, “Ofertar vagas para mais de 800 alunos no Programa Ingressar”, foi classificada como “Não cumpriu ainda”. No “Saiba o porquê do status” verifica-se, no entanto, que foram ofertadas 1 mil vagas. Essa promessa, portanto, foi totalmente cumprida.

Em relação à criação de novos espaços abertos na cidade, foram entregues 15 novas praças (como o Complexo Jay Márcio, em Paripe, e a praça da Resistência em Canabrava, por exemplo). Esse status precisa, portanto, ser mudado para promessa cumprida.

Em outras situações, como na Criação da Casa da Mulher Soteropolitana, bem como na promessa de Criar Feiras de Serviço Caravana da Mulher, o status deve ser modificado para “promessa cumprida em parte”.

Sendo assim, a Prefeitura de Salvador solicita, portanto, que a classificação de cada status seja refeita a partir da leitura criteriosa do “Saiba o porquê do status”, já publicado pelo G1
Crédito bocão News

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlocker Detectado

Por favor desative seu Ad Blocker ou nos adicione como exceção.