Notícias

Anestesista colombiano é preso por estuprar pacientes sedadas no Rio de Janeiro

A polícia encontrou mais de 20 mil mídias de abusos infantis e três arquivos gravados em um hospital

Mais um anestesista é preso no Rio de Janeiro por estuprar pacientes em cirurgias. O médico colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos, foi detido por agentes da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav) na manhã desta segunda-feira (16).

O colombiano é suspeito de violentar ao menos duas mulheres sedadas durante cirurgias. Andres chegou a se gravar abusando das vítimas e armazenou as imagens. A polícia cumpriu também mandado de busca e apreensão no imóvel onde ele morava.

A Justiça expediu um mandado de prisão provisória por estupro de vulnerável, mas o anestesista já era investigado desde dezembro do ano passado, em um inquérito remetido para a Vara Especializada em Crimes contra Criança e Adolescentes, por produzir e armazenar pornografia infantil.

A polícia encontrou mais de 20 mil mídias de abusos infantis e três arquivos gravados em um hospital. Neles, duas pacientes apareciam aparentemente desacordadas, em uma mesa de cirurgia. Uma das vítimas teria sido operada em um hospital da rede pública estadual e outra da rede federal, ambos no Rio.

De acordo com a polícia, os vídeos foram mostrados às vítimas, que se reconheceram, mas não tinham ciência dos abusos. O caso do médico colombiano é semelhante ao do anestesista Giovanni Quintella Bezerra, que está sendo julgado estupro de paciente na sala de parto, também no Rio de Janeiro.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.