Politica

Vereadora Roberta Caires lamenta morte de Ryan e recorda: ‘Não é a primeira vez que isso acontece”

O caso do menino Ryan Andrew, de 9 anos, que morreu após uma ação da PM, na noite da última sexta-feira (26), foi destaque do pronunciamento da vereador de Salvador Roberta Caires (Patriota), por meio da sua rede social. A vereadora aproveitou para recordar sobre outros casos envolvendo crianças e adolencestes em decorrência da violência.
“Mais uma notícia nos choca e nos revolta. Ryan, uma criança de nove anos, foi atingida com um tiro durante uma operação policial. Nos choca, mas, infelizmente, não surpreende. Não é a primeira vez que isso acontece, mas deveria ser a última. Mais uma bala perdida, mais uma mãe que chora e daqui eu penso no aperto do coração dessa mãe que perdeu seu filho dessa maneira. Notícias como essas não deveriam se repetir e não podemos simplesmente achar normal. É necessário que seja investigado e nós vamos cobrar! Ryan não pode ser mais um número nas estatísticas. Precisamos mudar e devemos questionar esse tipo de abordagem, não só no Nordeste de Amaralina, mas em todos os bairros periféricos de Salvador. É óbvio que isso não pode ficar assim, mas a pergunta é: por que ainda não mudou? A gente vai continuar lidando com o Estado fazendo essa segurança inoperante e seletiva? A gente vai continuar vendo inocentes morrendo por descuido ou despreparo? A Bahia não aguenta mais, Salvador sangra diariamente por casos como esse. Precisamos de ações efetivas por parte do Governo do Estado e não apenas lamentações. Como vereadora e, principalmente, como mãe, me solidarizo com a família de Ryan. Não podemos deixar passar como “mais um caso” noticiado e esquecidos”, escreveu a vereadora.
Clique no Link e Confira na Integra o post da vereadora!
A Polícia Militar informou, em nota, que militares da 40ª Companhia Independente da PM (CIPM/ Nordeste de Amaralina) estavam fiscalizando possíveis aglomerações e outros desrespeitos aos decretos da pandemia quando encontrou com alguns criminosos.

Em nota, a Polícia Militar informou que, por volta das 22h, guarnições da 40ª CIPM realizavam policiamento ostensivo no Vale das Pedrinhas, com o objetivo de fiscalizar possíveis aglomerações.

Ao chegarem na Rua do Gás, os policiais militares foram recebidos a tiros por homens armados. A guarnição revidou e a troca de tiros foi iniciada.

Ainda segundo a PM, ao cessar os disparos, uma criança foi localizada ao solo e levada pelas guarnições para o HGE, onde morreu.

A PM ainda destacou que o fato será apurado pela Corregedoria Geral da Polícia Militar.

LEIA MAIS;ACM Neto lamenta morte de Ryan no Nordeste de Amaralina e faz críticas ao governo Rui Costa: ‘Precisamos com urgência repensar a segurança pública’

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.