Salvador

Tiroteio durante operação policial deixa 25 mortos no Rio de Janeiro

Vinte e cinco pessoas morreram durante um tiroteio entre policiais e suspeitos de integrar uma quadrilha criminosa na favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira, 6.

De acordo com a polícia, dentre as vítimas fatais está o policial civil André Farias, baleado na cabeça. Outros dois agentes foram feridos e passam bem.

Na estação de trem do metrô de Triagem, localizado no perímetro da troca de tiros,  ao menos dois passageiros foram baleados, segundo a polícia. Um morador do Jacarezinho foi atingido no pé, dentro de casa, e passa bem.

A Operação “Exceptis” é coordenada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e foi deflagrada a partir de denúncias de que criminosos estão expulsando moradores de suas casas.

O grupo seria responsável também pelo assassinato de moradores e pelo sumiço dos corpos. Segundo a Polícia Civil, as famílias não conseguem nem enterrar os parentes.

De acordo ainda com as denúncias, a organização criminosa atua ainda no sequestro de trens da Supervia, roubos a transeuntes e roubo de cargas. Vinte e um criminosos foram identificados como os “responsáveis por garantir o domínio territorial da região com utilização de armas de fogo”, informou a Polícia Civil.

Segundo a plataforma digital Fogo Cruzado, que registra dados de violência armada desde julho de 2016, é o maior número de mortes durante uma operação da polícia em uma comunidade desde o início dos levantamentos.

Devido ao confronto na região, o metrô chegou a interromper a circulação do transporte na região. Às 7h40 as viagens estavam regularizadas. Já a SuperVia, concessionária responsável pelos trens, informou que suspendeu a circulação entre as estações Central do Brasil e Belford Roxo e também para Gramacho. As informações são do A Tarde Online.

 

LEIA MAIS;

Suplente tentou matar vereadora para assumir cargo no interior da Bahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.