ComunidadePolitica

Nordeste de Amaralina sabe com quem pode contar, diz Suíca sobre crescimento da esquerda

“É uma falácia dizer que a população de bairros periféricos está aderindo ao fascismo. Não tem fundamento algum dizer que a esquerda perde espaço para a direita na região do Nordeste de Amaralina, por exemplo. Até porque, todos e todas sabem que a política da direita é tirar dos pobres para dar aos ricos e, se hoje estão pedindo votos, é porque precisam de mais recursos dos pobres para crescerem”. A fala é do vereador de Salvador e candidato a deputado estadual no pleito de 7 de outubro, Luiz Carlos Suíca (PT), sobre informações de que políticos de direita estariam ganhando espaço em tradicionais bairros da capital.

 

Para Suíca, a onda de conservadorismo atinge uma parcela da população menos esclarecida, mas que essa tendência é perigosa, “pois são nos bairros periféricos onde mais acontecem atrocidades e onde a violência impera. E é em cima disso que os partidos de direta crescem, com o sangue nas mãos”. Ele também descaracteriza a questão de que o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) teria conseguido adeptos. “Ele cresce nas redes sociais com robôs, as pessoas não querem uma nova ditadura, querem a democracia de volta. É até bom gravar os nomes dessas pessoas que têm se entregado ao fascismo de forma pouco inteligente para que sejam cobradas futuramente”.

 

Ainda segundo Suíca, o PT e a esquerda foram quem mais cresceram no país após o impedimento da presidenta Dilma. Para o petista, a direita tem tentado “engabelar” lideranças comunitárias que têm atuado de forma inescrupulosa e pouco ortodoxa para defender seus próprios interesses e não os da comunidade. “Parafraseando um amigo que me enviou a mensagem: essa eleição vai servir para revelar os amigos e familiares que nos entregariam para o Dops [órgão repressor da Ditadura Militar]. É uma vergonha, todos nós sabemos que quem mudou a vida do pobre foram os governos petistas”.

 

Suíca completa defendendo o legado do ex-presidente Lula e sua integridade. Para o candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa, foi Lula quem criou programas que tirou milhões de famílias da linha da miséria e da pobreza extrema, e ele não cometeu crime algum, não existem provas. “Deu acesso à água, à luz, à moradia digna. Não tem como dizer que Lula roubou nada, pelo contrário, ele incluiu o pobre o orçamento da União. Não acreditem em falácias, todos nós sabemos quem fez e faz pelo povo, independente de qualquer iniciativa errônea de setores ou membros de partidos. O PT é uma sigla que caminha junto com os trabalhadores e sempre fará isso”, finaliza.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios