Politica

Ministra da Agricultura chama de ‘histeria’ repercussão mundial sobre a devastação na Amazônia

A divulgação mundial do aumento das queimadas e desmatamento na Amazônia foi chamada, nesta segunda-feira (26), pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, de “histeria”. Ela apontou que a “culpada” pela repercussão do caso é a imprensa brasileira, que estaria cometendo “crime de lesa-pátria” ao culpar o Governo Bolsonaro pela devastação da Floresta Amazônica, o que pode gerar boicotes internacionais.

“Eu não posso descartar, não sou eu quem faz o boicote. Podem ser eles. Mas não existe nenhuma relação entre um problema na Amazônia, que acontece todos os anos, com o exagero que foi colocado nesse problema. Ele existe e o Brasil sabe disso, tem preocupação com as queimadas que acontecem todos os anos. Mas é um oportunismo dizer que tem relação com os produtos brasileiros”, disse a ministra durante evento da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira. Ela é uma das lideranças da Bancada Ruralista.

Tereza chamou o presidente francês, Emmanuel Macron, de “oportunista” e detonou os países que criticaram o Governo Bolsonaro, retiraram recursos e prometeram boicote. “Os recursos que são enviados para o Brasil nem sempre dão para o que é necessário, que acho que é a fiscalização. Se querem preservar a Amazônia, coloquem mais dinheiro aqui para ajudar nessa preservação, mas não pode interferir na soberania do nosso país”, reclamou.

A fim de minimizar a situação, a ministra ainda alegou que é “muito difícil” manter o controle do que acontece na Amazônia. “Que país não tem problema no meio ambiente? Mas o Brasil, com essa Amazônia gigantesca, como se nós pudéssemos ter o controle absoluto. O Brasil olha sim, controla sim. Mas é muito difícil”, opinou.

Outra reclamação da ruralista é sobre os dados divulgados: “Pegar um único mês e não fazer uma média é um exagero. Se você olhar na média de um ano, dá menos do que 15%. Ninguém está dizendo que isso é bom ou que o governo brasileiro tem complacência com as queimadas, mas este dado tem que ser comparado com anos anteriores e com a média”.
As informações são do BocãoNews

LEIA MAIS;

PF finaliza inquérito e atribui a Maia corrupção, lavagem de dinheiro e ‘caixa três’

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios