Politica

Medo de extradição faz Bolsonaro antecipar volta ao Brasil

Pesquisa Quaest publicada hoje na Folha mostra que a popularidade Bolsonaro nas redes desceu ao seu pior nível em quatro anos depois da invasão à Praça dos Três Poderes.

O ex-presidente Jair Bolsonaro deve retornar ao Brasil assim que superar a crise de obstrução intestinal que o levou a uma internação em Orlando, nos Estados Unidos. Segundo informações do Uol, a informação foi passada pelo próprio Bolsonaro ao comando bolsonarista ligado ao PL. A intenção incial do ex-presidente era passar, ao menos, um mês fora do país.

Ainda de acordo com o Uol, Bolsonaro foi convencido pelos filhos Eduardo e Flávio a antecipar o retorno. A família estaria temerosa em relação às consequências que a invasão à Praça dos Três Poderes pode trazer para o ex-presidente, que já sofre ameaças de extradição nos EUA. Pelo menos cinco deputados do partido democrata americano se manifestaram nas redes sociais nos últimos dias defendendo a extradição do ex-presidente — medida que só pode ser discutida a partir de um pedido do governo ou da Justiça brasileira. Além disso, ontem, o senador Renan Calheiros (MDB) formalizou um pedido no STF para que Bolsonaro se apresente no país em 72 horas sob pena de ser preso. Bolsonaro não é investigado formalmente no inquérito das milícias digitais, aberto a partir do inquérito dos atos antidemocráticos.

A família Bolsonaro acredita que, para a imagem do grupo político, seria menos prejudicial ver o ex-presidente voltar por vontade própria do que extraditado. Além disso, eles avaliam que a imagem de Lula está cada vez mais forte e que só um retorno de Bolsonaro poderia reverter esta situação.

Pesquisa Quaest publicada hoje na Folha mostra que a popularidade Bolsonaro nas redes desceu ao seu pior nível em quatro anos depois da invasão à Praça dos Três Poderes. Num índice que vai de zero a 100, o ex-capitão atingiu a marca de 21 pontos — antes da ação dos vândalos, estava na casa dos 40 pontos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.