Esporte

Jogo do Bahia no Baianão é suspenso após ação do Sindicato dos Atletas

Bahia x Jacuipense deveria ocorrer nesta quarta-feira (05), mas foi adiado pela Justiça do Trabalho; outros jogos da última rodada do Campeonato Baiano também sofrerão alterações

Nesta terça-feira (04), a partida entre Jacuipense e Bahia que aconteceria quarta-feira (05), pela última rodada da primeira fase do Campeonato Baiano, foi suspensa. A decisão foi tomada pela 7ª Vara do Trabalho após uma ação movida pelo Sindicato dos Atletas Profissionais da Bahia (Sindap-BA). O motivo é o descumprimento do intervalo mínimo de 66h de descanso para os jogadores.

Antes de pegar o Leão do Sisal, o Tricolor enfrentará hoje o Independiente pela Copa Sul-Americana. Na semana passada, o clube havia pedido o adiamento da última rodada do Baianão, mas a Federação Bahiana de Futebol (FBF) negou o pedido. A argumentação do Bahia era a necessidade de utilizar jogadores do time de transição na competição continental. No Campeonato Baiano, o Tricolor joga com o time de aspirantes, enquanto o time principal se divide entre Copa do Nordeste, Copa do Brasil e a própria Sul-Americana.

Essa não seria a primeira vez que o Bahia jogaria duas partidas com pouco tempo de antecedência. Inclusive, no ano passado, o Esquadrão enfrentou dois adversários no mesmo dia. Em 7 de março de 2020, jogou contra o Confiança, pela Copa do Nordeste, e contra o Doce Mel, pelo Campeonato Baiano.

Com a decisão, todos os jogos da última rodada vão precisar ser remarcados, já que o regulamento prevê que as partidas precisam acontecer ao mesmo tempo. Com Juazeirense e Atlético de Alagoinhas classificados, Bahia, Bahia de Feira, Vitória, Jacuipense e UNIRB brigam para avançar. As informações são do Metro1.

LEIA MAIS;

Após decisão judicial, Salvador vacina 100% dos trabalhadores da educação a partir desta terça

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.