Coronavirus

Fiocruz fala em possibilidade de nova onda da Covid-19 nos estados

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alertou os estados para a possibilidade de já estarem enfrentando uma nova onda da Covid-19, em decorrência do aumento no número de internação de pacientes com insuficiência respiratória grave.

Os dados mostram que o Amapá, o Maranhão, o Ceará e o Rio de Janeiro dão sinais do que pode ser o início da chamada segunda onda da Covid-19 em seu território, uma vez que o índice dos problemas causados pela doença voltou a crescer.

O Amapá registrou o pico de internações entre 3 e 9 de maio, contabilizando 65 casos naquela semana, e depois foi verificada queda de 46%, levando o número a 35 ocorrências. Agora, voltou a subir para 59.

O Maranhão registrou 378 casos na semana de pico, caiu para 150, voltando agora a subir para 167 internações. O Ceará passou de 2.048 casos para 813 — e registrou 871 na semana passada. Já o Rio chegou a 2.844 internações na pior semana, baixou 60%, para 1.154 e voltou a 1.367, entre 12 e 18 de julho.

“É preciso avaliar se há um salto por causa da retomada econômica, se há interiorização dos casos ou se são as duas coisas combinadas”, disse o pesquisador Marcelo Gomes, da Fiocruz, que coordena o Infogripe.

O sistema da Fiocruz, em parceria com o Ministério da Saúde, monitora os dados da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil, que pode ser causada por vários vírus. Em meio à epidemia, no entanto, 96,7% dos casos confirmados de internação são de Covid-19.

 

Fonte: BNews

 

LEIA MAIS; Confrontos definidos para a segunda fase da Copa do Nordeste

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.