JustiçaSalvador

Farmacêutico é preso vendendo atestado médico por R$50

Os atendimentos para venda do atestado médico era via WhatsApp

Um farmacêutico de Brazlândia que, desde 2020, falsificava e vendia atestados médicos, foi preso pela polícia, nesta sexta-feira (16). Além dos documentos, ele também comercializava medicamentos controlados sem receituário. O investigado atuava em uma farmácia da Vila São José. Os atendimentos dos clientes eram via WhatsApp.

Os preços do documento falso variavam de acordo com o tempo de afastamento pedido de interesse do comprador. O atestado de um dia custava R$ 50; por um comprovante para dois dias, pagava-se R$ 70; enquanto a licença de três dias saía por R$ 90.

Nos últimos três anos, o investigado produziu e vendeu ao menos 273 atestados médicos falsos para moradores de Brazlândia, segundo as apurações. Com apoio de uma moradora da cidade, também alvo da polícia, o suspeito confeccionava carimbos idênticos aos de médicos que assinavam receitas verdadeiras recebidas na farmácia.

Ao menos cinco carimbos foram usados na confecção dos atestados falsos. A polícia descobriu a fraude quando um médico atuante em Brazlândia recebeu, na Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 2 da cidade, uma prescrição de remédio controlado com carimbo idêntico ao dele e assinatura falsificada.

LEIA MAIS;

WhatsApp, Instagram e Facebook apresentam instabilidade e usuários reclamam na web

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlocker Detectado

Por favor desative seu Ad Blocker ou nos adicione como exceção.