Comunidade

Com parceria da comunidade, Prefeitura elimina local de descarte de lixo na Santa Cruz

No lugar a prefeitura colocou vasos de plantas para mudar radicalmente a paisagem do espaço.

A parceria entre moradores do bairro da Santa Cruz e a Prefeitura de Salvador está transformando em área verde um espaço que era dominado pelo lixo no bairro. Na lateral do muro que delimita um terreno do Campo do Bariri, os moradores faziam verdadeiros montes de entulho e lixo domiciliar, desobedecendo aos dias e horários da coleta programada no bairro.

 

Esta realidade começou a mudar com as ações de educação ambiental que foram realizadas pela equipe da Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb).

Créditos: Lázaro Assis

O diretor da União Santa Cruz, conversou com a nossa equipe do Portal União Notícias.

“Precisamos de mudar ás nossas atitudes,  e quanto morador, para controlamos o descarte desordenado de lixo no muro do campo do Bariri, bairro da Santa Cruz e também em ruas próximas. Termos e intensificar a fiscalização para coibir a ação de carreteiros que traziam materiais de diversos locais para descartar aqui em nossa comunidade”, pontuou o diretor Marcelo Almeida.

No lugar do lixo a prefeitura colocou vasos de plantas para mudar radicalmente a paisagem do espaço. “A população precisa contribui e denunciar ações de descarte irregular de lixo, que era praticada pela própria comunidade”, refoçou o morador local, Junior Vieira.

Deste local de descarte irregular, a Prefeitura de Salvador já  chegou a recolher toneladas de lixo por semana. Uma situação lamentável e que prejudicava a todos os moradores.

 

A partir de agora, com a recuperação do local  e a transformação do espaço em uma área verde, os moradores temem que outras vias do bairro passem a ser utilizadas para descartar lixo. “Queremos continuar contando com apoio da prefeitura para a recuperação de outro pontos de descartes de lixo e que também a prefeitura possa fiscalizar, outros terrenos, aqui perto que pode passar a receber lixo dos carreteiros que ainda atuam no bairro da Santa Cruz.”, destacou a moradora  Eliane.

“Quando o povo começa a ver a mudança acontecer, tudo fica mais fácil. Mas ainda temos uma adesão muito pequena da comunidade. Como se trata de um benefício que transforma a vida de todo mundo, esperávamos uma participação mais efetiva da comunidade”, pontuou o morador.

Créditos: Lázaro Assis

Redação: União Notícias

Fotos: União Notícias

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios