Politica

COM APOIO DE LULA, HADDAD PODE HERDAR ATÉ 27% DOS VOTOS, DIZ IBOPE

Caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja impedido de disputar a eleição presidencial e declare apoio a Fernando Haddad, 13% dos eleitores dizem que votariam com certeza no ex-prefeito e outros 14% afirmam que poderiam votar no “plano B” do PT. Ou seja, Haddad pode herdar até 27% dos votos se realmente for o substituto de Lula na disputa, revela pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo divulgada na segunda-feira, 20. Em contrapartida, para esse mesmo questionamento, 60% afirmam que não votarão em Haddad de jeito nenhum, 7% que não conhece o suficiente para opinar e 5% não sabem ou não responderam. No cenário em que é candidato, Lula lidera a pesquisa com 37% das intenções de voto.

 

A reação do eleitorado à substituição do candidato petista foi provocada pela primeira vez em uma pesquisa do Ibope, que foi a campo de 17 a 19 de agosto. A pergunta se o eleitor votaria, poderia votar ou não votaria em Fernando Haddad caso ele seja apoiado por Lula foi feita a todo o universo dos entrevistados, e não apenas àqueles que declaram voto no ex-presidente no cenário em que é apresentado como candidato.

 

A transferência de votos é mais forte no Nordeste, região na qual a maior parte do eleitorado declara preferência por Lula. No Nordeste, 22% dos eleitores votariam em Haddad como candidato de Lula e 17% dos entrevistados dizem que poderiam votar no ex-prefeito da capital paulista.

 

O pior desempenho de Haddad como o candidato apoiado por Lula ocorre na região Sul, onde 9% declaram que votariam no “plano B” e 13% dizem que poderiam votar. No Sul, 65% não votariam em Haddad de jeito nenhum.

 

No Sudeste, a soma dos que votariam com certeza chega a 11%, enquanto que 12% do eleitorado poderiam votar no ex-prefeito. Por outro lado, 65% não votariam sob qualquer hipótese.

 

Nas regiões Norte e Centro-Oeste, 10% dos eleitores dizem que dariam seu voto para Haddad se ele for apoiado por Lula, e 15% declara que poderia votar nele. Entre os eleitores dessas duas regiões, 62% não dariam seu voto para Haddad.

 

No último dia 15, o PT registrou Lula como candidato à Presidência e Haddad como vice no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A candidatura do ex-presidente, preso e condenado em segunda instância, está sendo questionada na Justiça Eleitoral. No cenário em que a candidatura de Lula é barrada, Haddad é apontado como o substituto e a deputada Manuela D’Ávila (PCdoB) como a vice na chapa.

 

O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios de 17 a 19 de agosto. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, considerando um intervalo de confiança de 95%. O levantamento está registrado no TSE sob o número BR-01665/2018. (Daniel Weterman – [email protected])

 

Fonte: Estadão

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.