Politica

“Colocar a culpa no armamento civil é uma cara de pau”, diz Aleluia sobre mortes de PMs

O vereador Alexandre Aleluia (DEM) criticou a declaração do governador da Bahia, Rui Costa (PT), que culpou a política de armas do Governo Bolsonaro ao comentar as mortes de PMs na Bahia. O assunto voltou à tona após a morte do PM Mateus Grec de Carvalho Marinho Queiroz, de 35 anos, que fazia parte da equipe da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT) de Rondas Especiais.

A vítima teria sido atingida durante uma troca de tiros com bandidos no bairro de Cosme de Farias. “É uma palhaçada. Logo no primeiro ano do governo do PT, que é o de Wagner, a taxa de homicídios da Bahia cresceu”, disse o vereador bolsonarista, em entrevista ao programa “BNews Agora”, da rádio Piatã FM, nesta segunda-feira (13).

Segundo ele, o número de armas nas mãos de civis é um índice ínfimo se comparado com o tráfico. “Colocar a culpa no armamento civil é uma cara de pau sem tamanho. Criar uma narrativa de mudança no Código Penal também não existe”, completou o edil.

Para Aleluia, o assunto é tratado de forma demagógica pela gestão estadual.

Eleições 2022
Ainda na entrevista, Aleluia falou sobre os rumores de que o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), pode se aliar ao ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), na corrioda ao Governo da Bahia em 2022. “Não tenho visto essa aproximação, não. Acho difícil esse alinhamento. Por falta de vontade do próprio ministro e também por parte do ex-prefeito ACM Neto”, declarou.

Dayane Pimentel X Eduardo Bolsonaro
Amigo pessoal do deputado federal Eduardo Bolsonaro, Aleluia também comentou a denúncia da deputada federal Dayane Pimentel (PSL), que acusou o filho do presidente de ameaçá-la nas redes sociais.

“A carreira política dela já está no fim. Não há hipótese dela se reeeleger. O povo brasileiro não aceita traidor. […] Ela está usando até a narrativa de demonizar as armas”, disse Aleluia. Segundo ele, “o ostracismo será o fim dela”.

Credito bocão News

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.