Coronavirus

Após 3 meses, empresários pressionam Prefeitura de Salvador para reabertura de shoppings: “Não somos ameaça”

A pressão pela reabertura dos shoppings em Salvador se intensificou nesta semana após a decisão das prefeituras do Rio de Janeiro e São Paulo de voltar com o comércio seguindo protocolos de segurança para evitar o avanço da pandemia da Covid-19. Desde o início da semana, circulam informações de que a Prefeitura da capital baiana estaria ensaiando a volta nos próximos dias. O rumor se intensificou após o Shopping da Bahia divulgar um vídeo institucional anunciando que está preparado para voltar a funcionar, seguindo protocolos de distanciamento social. Após a informação ser divulgada na imprensa, o prefeito ACM Neto foi a público negar qualquer iniciativa nesse sentido.

Nesta quinta-feira (11), feriado de Corpus Christi, o gestor soteropolitano foi às redes sociais informar que se reuniu com empresários para tratar do tema. “Aproveitei a manhã de feriado para participar de uma uma reunião com representantes do comércio e dos shoppings. A nossa maior preocupação, desde o início da pandemia, é com a preservação da vida, dos empregos e do setor produtivo”, escreveu o chefe do executivo, no Twitter. O democrata soteropolitano defendeu que a volta seja feita com cautela. “É preciso agir com cautela porque a vida não se recupera. Quando tivermos segurança, vamos reconstruir um caminho de retorno. Tenham certeza que esse é o meu principal interesse”.

Os shoppings estão fechados desde o dia 21 de março. Empresários procuraram o BNews para defender que “não há motivos para os shoppings não abrirem nas próximas semanas”. Eles avaliam que as atividades precisam voltar aos poucos, “mesmo que sem alimentação no primeiro momento”. Sustentam que a economia precisa ser levada em consideração após o longo período de fechamento para evitar o aumento do desemprego na cidade. “Não somos ameaça para o avanço da pandemia”, ressaltam.

“São Paulo com situação muito pior que Bahia, Ceará idem, e já tiveram operações de shoppings reabertas! Supermercados funcionando, Ferreira Costa funcionando, Ceasinha funcionando, qual a diferença para um shopping? Garanto que nossos cuidados são muito maiores do que os cuidados dos transportes públicos. Duvido que em cada ônibus tenha um álcool em gel para população higienizar as mãos ou que eles possuam sanitizantes para quem for entrar, duvido que o distanciamento social esteja sendo obedecido nas filas de distribuição de cestas básicas da prefeitura ou das filas de bancos que se estendem pelas calçadas de Salvador!”, declarou um empresário dono de restaurante, em condição de anonimato, para a reportagem.

“Se eu posso ir a um supermercado, se eu posso pedir um delivery, por que os restaurantes não podem abrir? Além dos cuidados sanitários que os restaurantes já possuem, garanto também que irão manter os cuidados para evitar o aumento da contaminação, muito mais seguro sentar em uma mesa higienizada de um restaurante ou praça de alimentação do que sentar nas estações e nos metrôs da cidade! As obras pela nossa capital continuam a todo vapor e percebemos que nem os operários mantém distanciamento e cuidados com máscaras e EPIs!”, completa.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os shoppings seguem um Protocolo de Operações elaborado pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), em parceria com a área de consultoria do Sírio-Libanês, com mais de 20 medidas visando à saúde e à segurança de clientes, colaboradores e lojistas.

Conforme a orientação do Poder Público, em São Paulo, a operação foi iniciada com capacidade de pessoas limitada a 20% e horário de funcionamento reduzido a 4 horas diárias (das 16h às 20h). Já no Rio de Janeiro, há limite de um terço da capacidade dos estacionamentos e horário reduzido a 8 horas diárias (das 12h às 20h).

 

Fonte: BNews

 

VEJA MAIS; Bolsonaro diz que vetará auxílio emergencial extra de R$ 600

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlocker Detectado

Por favor desative seu Ad Blocker ou nos adicione como exceção.