ComunidadeCoronavirus

4 funcionários do posto de saúde do Nordeste de Amaralina estão com covid-19, diz coluna

Quatro funcionários da Unidade de Saúde da Família Professor Sabino Silva, no Nordeste de Amaralina, foram infectados pelo novo coronavírus. Após uma funcionária apresentar sintomas e confirmar que estava com covid-19, todos os colaboradores da unidade foram testados.

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou á reportagem que esteve no local nesta quinta-feira (30) para realizar os testes rápidos, mas disse que não comenta os resultados. De acordo com a pasta, já estava prevista a testagem para todos os colaboradores da rede municipal.

O CORREIO conversou com uma das funcionárias infectadas, que preferiu não ter seu nome exposto. Foi em um teste rápido que ela descobriu ter a doença.

“Fiquei assustada e estou preocupada, claro. Dos três que testaram positivo, dois estão assintomáticos e eu tenho só uma tosse seca, que já vem de alguns dias. Acredito que fui infectada por uma colega do próprio posto, porque antes eu cheguei a fazer testes por conta da tosse e deram negativo”, conta.

Diante da confirmação, o posto acionou o Distrito Sanitário Barra-Rio Vermelho e testes foram feitos em toda equipe que atua no local, para interromper a cadeia de transmissão do vírus. Foi aí que outros três colaboradores descobriram ter se contaminado.

“Usamos máscaras de forma contínua e atendemos aos pacientes com equipamento de proteção, mas o contato entre funcionários é inevitável, até porque almoçamos juntos. Não dá para usar máscaras nesse momento, por exemplo. Existem outros postos com confirmações e suspeitas de infecção entre funcionários também”, acrescenta.

Agora, a funcionária infectada com quem o CORREIO conversou adota novas medidas de precaução, para não infectar familiares. “Não moro sozinha, então ficarei isolada em um cômodo dentro da minha casa. Se precisar sair do quarto, vou sair de máscara e sem contato com ninguém. O que me alivia é que estou sem sintomas

Ao CORREIO, a SMS informou que todos os profissionais que testarem positivo são afastados imediatamente por 14 dias, com possibilidade de prorrogação. Todos eles passarão por um exame de contraprova realizado de forma domiciliar pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA).

 

As informações são da Coluna do Jornal Correio da Bahia

LEIA MAIS;

Santa Cruz confirma terceiro caso de Covid-19 na comunidade

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.