ComunidadeSalvador

206 linhas de ônibus terão trajetos alterados, entenda

Mudanças também valem para Nordeste, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas.

Com a medida, segundo o prefeito, a expectativa é que haja uma redução de 40% no tempo de espera nos pontos de ônibus

As linhas de ônibus de Salvador vão passar por um procedimento de revisão de trajetos em quatro fases. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (9) pelo prefeito ACM Neto. Atualmente há 558 linhas de ônibus na capital. Destas, 206 serão alteradas pela prefeitura para dar mais fluidez no trânsito. Com a medida, segundo o prefeito, a expectativa é que haja uma redução de 40% no tempo de espera nos pontos de ônibus.

“Quase metade das linhas dos ônibus da cidade vão ser redesenhadas, cumprindo a lógica de garantir a integração com o metrô e a racionalização dos ônibus. Não estamos falando em cortes, mas em redesenho que garanta o metrô como um sistema que se incorpora ao modal maior da cidade”, explicou o prefeito.

As mudanças, que começarão a ser dialogadas e definidas com as comunidades a partir desta quinta-feira (10), acontecerão em quatro fases. A primeira fase interferirá no funcionamento de 77 linhas que passam por 32 bairros; a segunda, em 41 linhas de 29 bairros; a terceira em 25 linhas de 13 bairros e a última em 63 linhas de 37 bairros. As mudanças, de acordo com Neto, entrarão em vigor “o quanto mais rápido for possível”.

De acordo com o secretário municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, a reestruturação vai remanejar coletivos para atender linhas que estão superlotadas e extinguir linhas defasadas. “Não quer dizer que serão extintas 206 linhas, muitas vão ter o itinerário mudado. Mas vamos ter a supressão de algumas sim. Não faz sentido ter uma linha Pirajá-Lapa, se existe o metrô que faz esse trecho. As linhas do trecho do metrô não tem sentido de existirem”, explicou.

Durante a entrevista coletiva, a prefeitura apresentou exemplos de alterações das linhas. Um deles é a Linha 1118 – São Gonçalo/Barroquinha, que possui extensão de 19km, com frota de dois veículos e tempos de percurso de 63 minutos e de espera no ponto de ônibus de 50 minutos. Com a reestruturação, deverá ser criado o ramal São Gonçalo/Acesso Norte, com continuidade da viagem via metrô ou ônibus e mesma frota de dois veículos. O percurso deverá cair para 8,5km, com apenas 14 minutos de espera e 21 minutos de viagem. Ou seja, o passageiro terá 69% de redução no tempo da viagem.

Fases

Na primeira fase, vão acontecer mudanças em 77 linhas dos bairros Alto do Peru, Bom Juá, Capelinha, Fazenda Grande do Retiro, Pernambués, Jardim Brasília, Saboeiro, São Gonçalo, Narandiba, Resgate, Tancredo Neves, Conjunto ACM, Engomadeira, Arenoso, Mata Escura, Sussuarana, Novo Horizonte, Jardim Santo Inácio, IAPI, Pau Miúdo, Santa Mônica, Luiz Anselmo, Vale do Matatu, Conjunto Marback e Stiep.

Nesse grupo, a Estação Acesso Norte vai funcionar como uma estação de transbordo, porque o usuário vai poder desembarcar do ônibus e usar o metrô ou pegar outro coletivo que o leve até o seu destino final.

Já na segunda fase, serão 41 linhas dos bairros Valéria, Castelo Branco, Pau da Lima, Cajazeiras (5, 7/6, 8, 10, e 11), Boca da Mata, Águas Claras, Fazenda Grande (1, 2, 3 e 4), Fazenda Garcia, Macaúbas, Saúde, IAPI, Cosme de Farias, Luiz Anselmo, Engenho Velho de Brotas, Daniel e Brotas. Nesse grupo, se leva em consideração a integração com a linha 1 do metrô.

A terceira fase vai mudar as 25 linhas da Ribeira, Rua Direta, Vila Rui Barbosa, Nordeste, Santa Cruz, Pituba, Boca do Rio e Rio das Pedras. Para esse grupo, segundo a Semob, o foco é garantir a melhoria da frequência das viagens.

A última fase vai ser realizada em 63 linhas da Caixa D’Água, Conjunto Pirajá, Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Periperi, Alto do Cabrito, BoaVista do Lobato, Mata dos Oitis, Pau da Lima, São marcos, Canabrava, Jardim Nova Esperança, Aeroporto, Itapuã, Praia do Flamengo, Mussurunga (1 e 2), Bairro da Paz, Jardim das Margaridas, Barro Duro, Parque São Cristóvão, Cassange, Trobogy e Canabrava.

Integração

O transporte público de Salvador terá integração entre ônibus e metrô a partir de quinta-feira (9). “Já a partir de amanhã (quinta), todo o sistema estará integrado. Qualquer passageiro que ande em qualquer ônibus possa pegar qualquer linha do metrô em qualquer estação e com isso pague apenas uma passagem”, segundo anunciou o prefeito.

Com a integração, no intervalo de duas horas, o passageiro poderá pegar um ônibus, um metrô e trafegar em outro ônibus pagando uma única tarifa. “Vamos ter um sistema único de ônibus e metrô em nossa cidade, mas nós vamos ter que contar com a comunicação einformação das pessoas, porque a vida delas vai mudar. Se precisava da decisão de alguém para mostrar que se importa com o sistema de transporte público”, explicou ACM Neto.

Atualmente, 14 estações estão funcionando nas linhas 1 e 2. Na Linha 1, o metrô vai da Lapa até Pirajá e na Linha 2, o modal faz o trajeto do Acesso Norte até Pituaçu. No próximo mês a previsão é de que sejam entregues as estações Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz e Mussurunga.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.