Politica

Suspeita de participar da morte do marido, deputada Flordelis recebe R$ 10,1 milhões em emendas do Governo Bolsonaro

A deputada federal Flordelis (PSD), suspeita de participar da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, foi nomeada como titular da Secretaria da Mulher da Câmara. O governo direcionou R$ 10,1 milhões em emendas para a parlamentar.

A informação, de acordo com a revista Veja, consta no perfil da deputada no site da Câmara, atualizado na última terça-feira (2). Além do homicídio que está sendo julgado pela 3ª Vara Criminal de Niterói, a deputada também é investigada pela por quebra de decoro parlamentar pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

Se o relatório foi encaminhado para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar e seja comprovado tal ato, a deputada pode perder o mandato como deputada federal. O repasse da verba foi feito na última terça-feira (2). Ainda conforme a Veja, o valor consta no Portal da Transparência, porém sem precisão de como eles foram pagos, apenas descritos como voltados para o atendimento em saúde no estado do Rio.

Na redes sociais, Flordelis comemorou a vitória do deputado federal Arthur Lira (PP) na presidência da Câmara na última segunda-feira (1º). “Chegou o momento de avançar, momento de colocarmos e votarmos pautas que conduzirão o Brasil à dias melhores. Minha felicidade em participar desse momento e ter apoiado desde o início o novo presidente que nesse momento discursa em sua posse. AGORA A CÂMARA TERÁ VOZ!”, escreveu ela em uma foto ao lado do agora presidente da Câmara.

LEIA MAIS;

Brasil se aproxima dos 2,5 milhões de imunizados contra a Covid-19

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.