Politica

Prefeito ACM Neto celebra resultados do Festival da Virada

Em coletiva a imprensa nesta manhã (2), no Palácio Tomé de Souza, o prefeito apresentou números e já projeta Festival da Virada Salvador 2018.

Bolo de Pote

Satisfeito com o resultado do Festival da Virada 2017, o prefeito ACM Neto (DEM), convocou a imprensa nesta manhã de terça-feira (2), para apresentar números da festa e do planejamento do evento para o próximo ano. De início, o prefeito fez questão de agradecer a toda sua equipe de trabalho, fazendo menção honrosa à Saltur, liderada pelo presidente Isaac Edington, e tratou de enfatizar que a instalação da Arena Daniela Mercury na Boca do Rio se tratou de um desafio grande.

 

“Há 90 dias não existia nada do que foi construído. Trabalhamos todo esse período para qualificar aquela região da Boca do Rio, fazendo com que aquele espaço fosse transformado em uma arena de espetáculos e conseguimos. Salvador sentia falta de um espaço público para a realização de grandes eventos e agora terá esse espaço na Boca do Rio consolidado. A Arena pode ser aproveitada agora para eventos privamos e nós já estamos sendo procurados por empresários que enxergam no local alguns eventos de grande porte”, disse Neto. Ele também comemorou o recorde na taxa hoteleira, que bateu recorde, sendo a maior dos últimos 20 anos.

“Para a nossa economia é fundamental este número. Isso nos permite novos investimentos na requalificação da rede. Eu conversei e recebi muitos donos de hotéis que voltaram a falar que estão acreditando no setor. O nosso desafio agora é aperfeiçoar a festa, sempre apresentando novidades. Salvador sempre foi lembrada como a cidade do Carnaval, só que agora nós teremos também uma segunda referência nacional, que é a virada do ano, fruto da festa de 2017”, celebrou, afirmando que o espaço já está garantido para o réveillon 2018, com novas atrações e atrativos.

 

Questionado sobre a queima de fogos, criticada por muitos que estiveram na festa, o prefeito reconheceu que quem esteve no camarote e na frente do palco foi prejudicado e não pôde contemplar o espetáculo nos céus, mas garantiu que em vários pontos da cidade os fogos puderam ser vistos, diferente do ano passado, quando o Réveillon aconteceu no Comércio. “A queima de fogos é para a cidade toda e não apenas para o camarote ou para quem está em frente ao palco. Vamos fazer novas avaliações e melhor o que tem que ser melhorado. Um dos pontos será justamente esse”, disse Neto, que declarou que fará novos ajustes no projeto do Centro de Convenções para que o espaço continue tendo condições de receber grandes eventos.

 

Confira alguns dados importantes do Festival da Virada 2017:

 

– Público: 2 milhões de pessoas, com ponto alto no dia 31/12 (750 mil pessoas);

– Fiscalização de veículos: 179 autuações, 81 remoções e três acidentes, com uma vítima;

– Operação Lei Seca: 322 abordagens, com emissão de 34 atuações e oito remoções de veículos;

– Transporte: 1 milhão de pessoas foram transportadas pelo Sistema de Transporte Público de Salvador;

– Lixo: 198,5 toneladas de resíduos coletados;

– Vandalismo: 122 ações de vandalismo nos sanitários químicos e contêineres climatizados, como acentos, vasos e torneiras quebradas, portas arrancadas e papeleiras danificadas;

– Guarda Municipal: 16.267 crianças identificadas. 20 encaminhadas ao Conselho Tutelar ou outro órgão responsável. 797 documentos e pertences pessoais achados e catalogados, sendo 109 devolvidos durante o evento.

Fonte Politica Livres

Foto Divulgação

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.