Bahia

PF mira gestão de deputado Zé Coca, ex-prefeito da cidade

Na manhã desta terça-feira (16), a Polícia Federal deflagrou a operação Three Hills, que  visa à repressão de fraudes em licitações e desvio de verbas públicas no município de Lafaiete Coutinho, localizado a cerca de 35km de Jequié, no sudoeste baiano. O desvio teria sido durante a gestão do ex-prefeito Zé Cocá, que agora é deputado estadual.

Em seu site, Zé Cocá se apresenta como ficha limpa e diz que sua gestão na prefeitura foi “inovadora e eficiente conquistou 95% de aprovação popular tornando-o candidato único na sua reeleição em 2012.”

De acordo com a Polícia Federal, as investigações que deram origem à Operação Three Hills se iniciaram em 2016, após o recebimento de denúncia de que a pessoa jurídica que havia vencido todas as licitações para o fornecimento de combustível para o município de Lafaiete Coutinho, no período de 2010 a 2016, na verdade pertenceria ao então prefeito daquele município, mas estaria em nome de “laranjas”.

Com as investigações encetadas no Inquérito, comprovou-se que o posto de combustíveis na verdade era administrado por um servidor da Prefeitura de Lafaiete Coutinho, o qual chegou a ser responsável pela conferência do recebimento do material (combustíveis) em relação a dois procedimentos licitatórios, além de Presidente da Comissão Permanente de Licitação em um certame e Pregoeiro designado pelo prefeito municipal em outro certame.

Estão sedo executados sete mandados de busca e apreensão em Salvador e Lafaiete Coutinho. De acordo com a PF, 30 policiais federais atuam na operação.

As informações são do RadarBahia

LEIA MAIS;

Após revelar que não tem vontade de viver, Whindersson Nunes cancela todos os shows até agosto

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.