Politica

“O Exército não matou ninguém”, diz Bolsonaro sobre morte de músico no RJ

O presidente Jair Bolsonaro falou pela primeira vez sobre a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, no último domingo (7). A informação é do G1.

“O Exército não matou ninguém, não. O Exército é do povo e não pode acusar o povo de ser assassino, não. Houve um incidente, uma morte.”, disse o presidente.

“Lamentamos a morte do cidadão trabalhador, honesto e está sendo apurada a responsabilidade, e no Exército sempre tem um responsável. Não existe essa de jogar para debaixo do tapete. Vai aparecer o responsável. “Uma perícia já foi pedida pra que se tenha certeza do que realmente aconteceu naquele momento e o exército, na pessoa de seu comandante, vai se pronunciar sobre este assunto e se for o caso eu me pronuncio também. Nós vamos assumir a nossa responsabilidade e mostrar o que realmente aconteceu para a população brasileira”, continuou.

Evaldo foi morto em uma ação na qual homens do Exército dispararam 80 vezes contra o carro em que o músico estava com a família. Os tiros atingiram Evaldo, que morreu no local e feriram o sogro do músico e um pedestre que passava na hora e tentou ajudar.

Foto: Reprodução 

LEIA MAIS;

Ação da Gente beneficia moradores da Santa Cruz e Região

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios