Comunidade

Moradores reclamam de engarrafamento constante no bairro da Santa Cruz

Os moradores reclamam que em todos os dias da semana e até nos finais de semanas, são comuns os engarrafamentos.

Moradores e passageiros sofrem com os constantes problemas de engarrafamento na rua Onze de Novembro, no bairro da Santa Cruz região do Nordeste de Amaralina.

Pra quem mora no bairro, nos dias de semana e até nos finais de semanas, principalmente no final da noite é um horário de grande preocupação. Em parte esse engarrafamento é causado pela quantidade de carros particulares estacionados em locais indevidos e a incidência de cargas e descargas em horário não permitido pela Lei nº 23.975 / 2013, essas inflações tem gerado grandes engarrafamentos que chegam a congestionar a principal rua do bairro da Santa Cruz.

União Notícias

Esse problema tem gerado inúmeras reclamações por parte dos moradores do bairro e principalmente dessa rua que são impedidos, por exemplo, de tirarem seus carros de suas garagens, se locomoverem ou até mesmo atender uma emergência médica. De acordo com Marcelo Almeida, diretor da associação de moradores da Santa Cruz, afirmou ao a reportagem do Portal UNIÃO NOTÍCIAS, que já aconteceram diversas rodadas de negociações com Secretaria de Mobilidade de Salvador, para resolver o problema do trânsito da Santa Cruz. “Isso é fácil de resolver, basta a prefeitura querer acabar com os engarrafamento em nosso bairro. Se tiver fiscalização por parte da Transalvador, os donos de lojas e mercados não vai mais abusar da lei, recebendo mercadorias em horários em devidos, os motoristas não vai mais estacionar os seus carros de passeios em locais proibido. É eu acho que é fundamental que o poder público tome alguma providência, aonde as pessoas perdem até o direito de ir e vir”, disse o diretor.

União Notícias

 

“Estou aqui a uma hora e meia, para conseguir acessar o meu local de trabalho”, disse um morador, que reclama da falta de planejamento, já que as autoridades têm conhecimento de que o problema é antigo. “A gente quem paga o imposto”, finalizou o morador que preferiu não ser identificado.

O Portal União Notícias entrou em contato com a Secretaria de Mobilidade de Salvador, mas até o fechamento dessa edição não obtivemos uma resposta.

 

 

Redação União Notícias

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.