União Notícias

Moradores do Nordeste de Amaralina e autoridades debatem segurança em Audiência Pública

A sessão chegou a ficar agitada quando vários moradores decidiram se manifestar e pedir uma parte da reunião para relatar ações de agentes

A Ordem dos Advogados da Bahia (OAB-BA) promoveu, nesta terça-feira (8), Audiência Pública acerca da Violação de direitos humanos no Nordeste de Amaralina. Com o auditório lotado, os advogados da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-BA, receberam diversos moradores do Nordeste de Amaralina e abriram espaço para fazerem uso da palavra na tribuna.

“Nosso direito está sendo prejudicado por falta de ordenança do Estado. Ninguém pode ter celular no bairro do Nordeste, porque já sabe que não vai durar. A gente não aguenta mais tomar porrada”, desabafou. A polícia entra lá, tira foto dos meninos negros do bairro e já sabe quem será o próximo. Os dois últimos governadores prometeram direitos humanos e só mandaram o braço direito da PM para matar. Eles entram na comunidade de brucutu, então não tenho nem como ver a cara dos policiais que praticam genocídio de madrugada”, explicou Marcelo.

Confira o Vídeo Abaixo do Diretor da União Santa Cruz!!

 

Proponente da audiência, o presidente Jerônimo Mesquita, oportunizou o espaço para considerações por escrito àqueles que não conseguiram falar no Plenário.

O objetivo do encontro foi discutir as denúncias de que a Polícia Militar (PM) estaria praticando ações abusivas no bairro, que chegou a registrar 70 mortes no período de um mês. Apesar do convite enviado ao comandante geral da PM, nenhum representante da polícia participou da audiência.

Redação União Notícias

LER  MAIS: http://aratuonline.com.br/noticias/pm-nao-comparece-a-audiencia-na-oab-sobre-possiveis-abusos-no-nordeste-de-amaralina/ PM não comparece à audiência na OAB sobre possíveis abusos no Nordeste de Amaralina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close