Politica

Ministro do STF encaminha à PGR pedido de afastamento do presidente Bolsonaro

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou nesta segunda-feira (30) à Procuradoria-Geral da República (PGR), um pedido de afastamento do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

A medida tem como base as ações de Bolsonaro na condução do país na crise do coronavírus, que já matou mais de 159 pessoas no Brasil. A informação foi confirmada pelo próprio magistrado.

Relator da ação, Marco Aurélio encaminhou a notícia-crime protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes, do PT-MG. Por não ter sido arquivada, o pedido exige que a PGR se posicione e dê um parecer sobre o afastamento, que pode chegar a 180 dias.

Marco Aurélio declarou ter ficado “pasmo” ao ver o presidente cumprimentando pessoas em Brasília, mesmo com a recomendação do Ministério da Saúde sobre isolamento social.

Na ação, o parlamentar ressalta a quantidade de crimes que teriam sido cometidos por Bolsonaro. “A notícia-crime relata mais de 20 vezes em que o presidente pôs o país em risco. E ainda há novos fatos a serem incorporados”, disse Lopes sobre a peça. O Planalto não comentou a decisão.

LEIA MAIS;

Aprovado no Senado o projeto emergencial de R$ 600 que será pago a trabalhadores informais

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.