Brasil

Mesmo sob chuva, buscas são retomadas em Pernambuco; já são 26 desaparecidos e 93 mortes

Até a noite da segunda (30), 93 corpos haviam sido localizados no Grande Recife. Número de desabrigados no estado chegou a 6.170

As buscas por desaparecidos em decorrência dos deslizamentos e alagamentos por conta das chuvas no Grande Recife, foram retomadas por volta das 7h20, desta terça-feira (31). Elas tinham sido suspensas na madrugada e início da manhã por conta do temporal que atrapalhou a operação com riscos de novos desabamentos em alguns pontos.

De acordo com o G1, já são quatro dias de buscas, mas existem ainda, pelo menos, 26 desaparecidos, no balanço do governo estadual. O desastre também deixou 6.170 pessoas desabrigadas, além de ter feito, ao menos, 14 cidades decretarem situação de emergência.

Os dados mais recentes divulgados pelo governo do estado, na manhã dessa segunda-feira (30) contabilizava 91 mortes. Mas, na tarde desse mesmo dia, o Corpo de Bombeiros já falava em 93. Entre os pontos mais críticos está o Jardim Monte Verde, no limite entre o Recife e Jaboatão. Por lá morreram mais de 20 pessoas.

” As buscas seguem gradualmente. Ela tem que ser lenta, não pode ser tão rápido, porque o trabalho de remoção de barro é um trabalho pesado e contamos com os riscos de novos deslizamentos e a chuva que não para e deixa o ambiente todo encharcado”, explicou o major Everton Marinho, que comanda a operação em um dos locais da região metropolitana.

Até a noite da segunda-feira (30), o número de desabrigados no estado devido à tragédia estava em 6.170, de acordo com o tenente-coronel Leonardo Rodrigues, que é secretário executivo de Defesa Civil de Pernambuco.

Buscas
Além de bombeiros militares de Pernambuco, as operações de buscas contam com bombeiros de outros estados brasileiros, como Paraíba, Minas Gerais e Rio Grande do Norte. Também participam policiais militares, guardas municipais e funcionários da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), assim como militares do Exército, profissionais da Marinha e policiais civis.

Nas buscas, salvamentos e fornecimento de mantimentos para populações de áreas afetadas, são utilizadas embarcações e seis aeronaves, sendo três do Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social e três da Polícia Rodoviária Federal.

Créditos: BNews

LEIA MAIS;

Trens do metrô descarrilam e assustam passageiros em Salvador; veja vídeo

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlocker Detectado

Por favor desative seu Ad Blocker ou nos adicione como exceção.