Comunidade

Família é libertada após 3 horas de negociação na Serra Verde

Depois de 3 horas de tensão, família é libertada no bairro do Nordeste de Amaralina.

Uma família foi mantida refém dentro de casa por seis supostos criminosos, nesta quarta-feira (4), no bairro do Nordeste de Amaralina. O fato aconteceu na Rua da Serra Verde e teria se iniciado por volta das 16h, após suspeitos serem acuados por uma equipe de policias da Rodesp, que faziam uma roda no local. Em fuga, os homens se abrigaram em uma casa, no imóvel havia uma dona de casa de 34 anos e os filhos, uma adolescente de 15 anos e um menino de 2.

A negociação também contou com o apoio de parentes, vizinhos, conhecidos e os representantes da União Santa Cruz, o diretor Marcelo Almeida, da diretor da Associação de Moradores da Nova República, Leozana Santos e do líder comunitário da Nova República, Edmilson Freitas. As lideranças foram fundamentais no processo de negociação.

“Desde os primeiros momentos, que ficamos sabendo do ocorrido, de pronto  formos até local, para dar auxílio e acalmar os parentes das vitimas e dos jovens envolvidos na ação. Nesse momento de tensão, precisamos ajudar o nosso povo, esse é o nosso papel. Queremos agradecer a imprensa que compareceu e auxiliou a PM na negociação, e sobretudo a Jesus que protegeu a todos”, disse Marcelo Almeida

“Nesse momento a nossa presença é de fundamental importância, a gente conhece a nossa comunidade e as pessoas que nela vivem. Os familiares tanto dos seis jovens, tanto da família que estavam na casa, precisavam de informações, então procuramos o Major da 40° CIPM, Valdino Sacramento, responsável pela condução dos trabalhos e pedimos informações sobre o sucedido momento. Após ter conhecimentos dos fatos, passamos tudo para os familiares”, disse Alexandre Almeida, diretor do Portal União Notícias.

”O momento é de crise, mas a nossa comunidade vai superar esse momento difícil. O Nordeste de Amaralina é um bairro de pessoas de bens, não podemos esquece nunca disso”, falou Leozana Santos

“Vamos superar, a nossa comunidade é de trabalhadores e trabalhadoras, a gente precisa de oportunidades”, completou Edmilson Freitas

Ainda conforme a polícia, os seis suspeitos foram presos e foram levados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

SAIBA MAIS;

URGENTE! Família é feita refém após ter casa invadida na Serra Verde

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios