Salvador

Enfermeiros do Samu pedem materiais adequados para atender casos de coronavírus em Salvador

Em documento encaminhado à Coordenação de Enfermagem do Samu e ao Conselho Regional de Enfermagem da Bahia, a Comissão de Técnicos de Enfermagem enviou diversas fotos e afirma ser inviável atender os casos de covid-19 com os equipamentos atuais.

Eles explicam que a segurança dos enfermeiros fica desassistida com os atuais equipamentos de proteção individual disponibilizados. No documento, a categoria frisa a recomendação da Organização Mundial da Saúde aos enfermeiros responsáveis pelo atendimento de casos suspeitos ou confirmados de coronavírus.

“Devem proceder com higiene das mãos com preparação alcoólica frequentemente, além de fazer uso de gorro; óculos de proteção ou protetor facial; máscara; avental impermeável de mangas longas e luvas de procedimento”

A categoria afirma que os aventais ou capotes que usam no dia a dia não seguem a orientação do Ministério da Saúde, que especifica que deve ser impermeável de mangas longas, punho de malha ou elástico, além disso, deve ser confeccionados com material de boa qualidade, não alergênico e resistente.

Diferente do disponibilizado aos profissionais, que anexaram fotos para comprovar que os materiais vão de encontro às recomendações do Ministério da Saúde.

Além dos aventais, são oferecidos óculos de proteção individual do tipo comum aos profissionais, indo de encontro às recomendações do Ministério da Saúde. A altarquia estabelece que devem que devem cubrir todo o rosto e de uso exclusivo para cada profissional.

A higienização dos equipamentos também é citada pela categoria. “Observa-se que na rotina assistencial do SAMU-192 Salvador, até
a data desta publicação, não há o atendimento destas recomendações do nível federal”, diz o documento.

“Ademais, tão logo sejam disponibilizados os EPI adequados todos os profissionais estarão disponíveis a exercer plenamente a sua função profissional e social. Neste ínterim, caso necessário, colocam-se prontamente a disposição para assistir outras demandas da instituição”, ressaltam.

Na quinta-feira, a Prefeitura afirmou que o estoque de equipamentos de proteção individual para o uso dos profissionais de saúde, como máscaras, álcool em gel e luvas foram reforçados para garantir que os trabalhadores possam atuar na assistência aos pacientes sintomáticos dentro dos protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde e com segurança.

 

Fonte: Varela Noticias

 

VEJA MAIS;Confira cinco opções para assistir filmes e ler livros gratuitos durante isolamento social

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.