Saúde

Dia Nacional da Vacinação alerta para importância da imunização

A prevenção de doenças imunobiológicas é uma luta constante em nosso país. A imunização é uma estratégia da saúde no combate às doenças como sarampo, febre amarela e paralisia infantil, que podem deixar sequelas ou mesmo custar a vida. Nesse contexto, e em alusão ao Dia Nacional de Vacinação, celebrado nesta quinta-feira (17), são realizadas campanhas de conscientização quanto à importância da imunização e atualização da caderneta de vacina.

A enfermeira Irenaldia Azevedo, de 43 anos, orienta que, mesmo em casos de doenças consideradas simples, é importante estar imunizado. “As doenças chamadas imunopreveníveis têm grande gravidade e podem provocar sérias complicações no indivíduo. No caso da Influenza (gripe), por exemplo, a gravidade varia muito de uma pessoa para outra. Os mais vulneráveis são crianças, idosos, gestantes e puérperas (fase de pós-parto), por isso esse público é classificado como grupo de prioridade. Isso é determinado por estudos epidemiológicos, que indicam quais os grupos e faixas etárias podem ser acometidos com mais facilidades por determinada doença”, disse.

Não existe uma vacina para todas as doenças, logo, a necessidade de ficar atento ao calendário e à caderneta de vacina. O cidadão que se esquecer de tomar determinada dose na data descrita na caderneta, pode se dirigir ao posto de saúde e não necessita reiniciar o esquema de vacinação. É dada continuidade ao que já foi iniciado, sem prejuízo na resposta imunológica.

Além da frequente conscientização nos postos de saúde, as unidades de saúde também realizam campanhas para reforço à imunização. Até o próximo dia 25, acontece a campanha de vacinação contra o sarampo. Os animais também não podem ficar de fora: a vacinação antirrábica para cães e gatos prossegue vai até a próxima sexta-feira (18), para evitar a transmissão da raiva para humanos.

Tipos – No calendário vacinal é possível ter acesso aos tipos de imunização e quais as faixas etárias indicadas para cada uma delas. São elas: BCG, tríplice bacteriana, hepatite B, influenza sazonal, meningocócica, pneumocócica, tetravalente, poliomielite e VORH (Oral contra Rotavírus Humano). É importante comparecer a um posto de saúde para atualizar e verificar se existe alguma pendência.

Sistema Vida – Em 2019, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Núcleo de Tecnologia da Informação, iniciou o Projeto Vida. O sistema de gestão em saúde pública gerencia as ações de forma integrada, facilitando assim o processo de planejamento, monitoração e avaliação dos indicadores de saúde do município.

Além disso, desde a implantação do sistema, é feito o registro virtual das vacinas ministradas. O cidadão também pode fazer o acompanhamento on-line de solicitações de exames. A ferramenta disponibiliza, ainda, o histórico clínico do SUS.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios