Politica

Centrão rejeita Bolsonaro, que vai se reunir com partidos menores para tratar das MPs

O presidente Jair Bolsonaro, rejeitado pelo Centrão, vai se reunir com os líderes de um grupo menor. O grupo vem se mobilizando para manter, na votação da Medida Provisória (MP) que organizou o governo Bolsonaro, o Coaf nas mãos do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), tentou marcar uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com Elmar Nascimento (BA) e Arthur Lira (AL), líderes do DEM e do PP, para apaziguar os ânimos no Congresso, mas sem sucesso. O grupo convocado às pressas inclui PPS, PSC, Podemos, Patriota, Novo e PV. Juntas, essas legendas possuem 43 deputados.

Líderes do centrão estão irritados com declarações recentes de Vitor Hugo, que indicou ter apoio de “vários líderes” para votar a MP ainda esta semana e colocou em suspeição parlamentares que queriam votar “tão apressadamente” a proposta na última quinta-feira.

Na semana passada, após a comissão ter aprovado com alterações o texto, incluindo a criação de dois novos ministérios, deputados do PSL resistiram ao acordo feito com Onyx. Maia, então, colocou cinco Medidas Provisórias diferentes para tramitar com prioridade.

Os líderes do centrão ouvidos pelo GLOBO disseram que não há clima político para votar nenhuma Medida Provisória nesta semana. Vitor Hugo, ainda assim, insiste em dizer publicamente, nas redes sociais, que irá aprovar três MPs, inclusive a da reforma administrativa.

LEIA MAIS;

Centrão rejeita Bolsonaro, que vai se reunir com partidos menores para tratar das MPs

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.