Politica

ACM Neto afirma que jamais defenderá perseguição ao governo de Rui Costa

O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas (DEM), ACM Neto, declarou às vésperas de formalizar um possível apoio ao governo Jair Bolsonaro (PSL), que jamais defenderá qualquer tipo de perseguição à gestão do petista Rui Costa.

O democrata, entretanto, afirmou não saber se o adversário político está disposto a ter diálogo com a futura gestão.

“Não dá pra ficar fazendo jogo. Ser oposição aqui e querer ter um pé no governo. Aí não dá. Então, a gente tem que saber qual é a situação do governador em relação à sua disposição de ter uma boa relação com o governo federal”, declarou na manhã desta terça (20).

“Podem ter certeza que jamais vou defender que haja qualquer tipo perseguição em relação aos interesses da Bahia”, frisou.

Neto, por outro lado, afirma ainda desconhecer de que forma lidará com a equipe do capitão da reserva. Nesta quarta, o chefe do Palácio Thomé de Souza se reunirá com o correligionário e futuro ministro da Casa Civil, Ônix Lorenzoni (DEM-RS), com quem deve bater o martelo sobre uma eventual adesão à administração bolsonarista.

 

“Eu ainda sequer posso dizer qual vai ser a minha [relação], porque nós estamos ajustando isso. Essa conversa ainda está começando. Agora, tenha certeza que eu sempre vou defender uma posição de apoio integral às questões da Bahia, sobretudo num momento como esse, que, ao que parece, a situação fiscal do Estado está muito ruim. O próprio governador tem falado aí em apertar o cinto, em fazer muitos cortes, negando recursos pra Assembleia, negando recursos pro Judiciário. Nós sabemos o nível de comprometimento que o Estado tem hoje com as PPPs [parcerias público-privadas]”, declarou.

 

O prefeito da capital baiana disse esperar que o cenário não seja “mascarado” tal como, segundo ele, ocorreu no segundo mandato da então presidente Dilma Rousseff.

 

“Espero que na Bahia, a partir de hoje, não aconteça o que aconteceu em 2014 no Brasil, que Dilma se reelegeu num cenário, prometendo um quadro, e logo depois nós nos deparamos com um outro quadro, que era o da realidade. A campanha mascarou a realidade. Espero que a campanha aqui na Bahia não tenha mascarado a realidade. Vamos ver a partir de agora”, criticou.

Fonte: Radar Bahia 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, precisamos de anúncios para que possamos continuar te mostrando informações de credibilidade. Recomendamos que você desative o Adblock.