Justiça

Justiça converte em preventiva prisão de suspeitos da morte de cantora gospel na Bahia

A Justiça converteu em preventivas as prisões dos quatro suspeitos pela morte da cantora gospel Sara Freitas. Os quatro também foram indiciados pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e associação criminosa. Sara Freitas foi encontrada morta no dia 27 de outubro, em um trecho da BA-093 de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador.

A vítima chegou a ficar desaparecida por quatro dias. Segundo a Polícia Civil nesta quarta-feira (20), a delegacia de Dias D’Ávila, que apura o crime, encaminhou o inquérito, já concluído, sobre o assassinato ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) que, por sua vez, fez a denúncia à Justiça nesta terça-feira (19).

Ederlan Mariano, Gideão Duarte, Victor Gabriel e Bispo Zadoque seguem custodiados nas unidades prisionais.

LEIA MAIS;

IPVA fica mais barato em 2024 na Bahia e pode ser pago via pix em qualquer banco

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar

AdBlocker Detectado

Por favor desative seu Ad Blocker ou nos adicione como exceção.