União Notícias

Suíca rebate políticos que sugerem intervenção na Bahia: “Deveriam lutar por recursos”

O petista salienta que a violência tem crescido por conta dos cortes de verbas em dezenas de programas e projetos estruturantes do país

Na semana em que os poderes Legislativos voltaram do recesso momesco, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) criticou os políticos que são a favor da intervenção militar do governo de Michel Temer (MDB) no Rio de Janeiro e voltou a pedir a renúncia do presidente “como forma de evitar que o país se aprofunde ainda mais na crise política, econômica e social que se encontra”. Na última terça-feira (20), o edil petista, entre atividades na Câmara de Salvador, também cobrou dos governos federal, estadual e municipal mais políticas públicas para combater a onda crescente de violência nos grandes centros urbanos. Suíca disse que os políticos que sugerem que a intervenção venha para Bahia “deveriam lutar por recursos junto ao governo Temer”.

 

O petista salienta que a violência tem crescido por conta dos cortes de verbas em dezenas de programas e projetos estruturantes do país, retroagindo com direitos e fragilizando o elo entre o povo e a democracia. “Claramente estão boicotando a Bahia e o governo de Rui Costa. Tanto que Temer cortou cerca de R$ 40 milhões da Segurança Pública do nosso estado. Não podemos apoiar parlamentares que apoiam um governo interventor. É esse governo que tem elevado o caos na sociedade e Temer nunca ligou para o povo, só para os seus. E vão políticos apoiar essa quadrilha que está instalada no Congresso. Foram mais de R$ 180 milhões de cortes de investimento federal que estavam cotados para a Bahia em áreas de educação, saúde e tecnologia”, completa Suíca.

 

Para o edil, o crescimento da violência é visto também no campo, onde mais de 60 morreram em confronto de terra no Brasil, somente em 2017. “É sim um reflexo do governo que aí está instalado. Não foi esse plano de governo que foi eleito nas urnas. O povo não quer intervenção militar. Até porque não existe justificativa plausível para que os militares tomem o controle das forças de segurança do Rio de Janeiro. Existem outros grandes centros urbanos que têm índices piores, como é o caso do Ceará, e não foi debatido isso em lugar algum. Um dos comandantes do Exército mesmo disse que tinha muita mídia nessa questão do Rio. Então isso deve ser mais uma cortina de fumaça para Temer esconder a derrota que foi não conseguir aprovar a Reforma da Previdência. Já deu golpes demais e o povo não quer seus direitos sendo violados”, dispara Suíca.

Foto Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close