Aproveite o começo do ano para investir em cursos profissionalizantes

Seja para dar um upgrade na carreira, conseguir uma oportunidade no mercado de trabalho ou mesmo o primeiro emprego, os cursos oferecem inúmeras vantagens

Segundo o Ministério do Trabalho, o Brasil deverá criar 1,78 milhão de empregos com carteiras assinadas em 2018. O número de vagas formais criadas em 2018 pode chegar a 2 milhões. Os dados somados à entrada de um novo ano, traz esperança aos brasileiros, que para se destacarem no mercado, podem optar pelos cursos profissionalizantes.

 

Além de aprimorarem o currículo e especializarem o candidato em determinada área de atuação, uma vez que fornece uma base teórica e prática, os cursos profissionalizantes podem ser considerados como atividade extracurricular, somam pontos em provas para concurso público, ajudam a dar um upgrade na carreira e na conquista de cargos melhores. Além disso, abrem portas na busca pelo primeiro emprego, principalmente se a pessoa não tem experiência na área.

 

Segundo Vinícius Guimarães, fundador do Grupo Especialize – de cursos profissionalizantes, o alto índice de desemprego se deve principalmente à falta de preparação dos candidatos e muitas empresas preferem profissionais técnicos do que aqueles com nível superior. “As pessoas não devem ter medo das exigências das empresas e dos requisitos pré-estabelecidos, elas devem se preparar para um mercado de trabalho que busca profissionais cada vez mais qualificados”.

 

Especializado na qualificação de pessoas para empregos de acordo com a sua área de atuação, o Grupo Especialize oferece mais de 70 cursos nas áreas de Administração (Gestão e Negócios), Tecnologia e Games (Designer e Criação) e Inglês. “Ao fazer um curso profissionalizante, o aluno realmente adquire formação profissional, aprimora seu conhecimento intelectual e técnico, estando capaz de competir e sair na frente de outras pessoas”, explica.

 

Com ensino humanizado e sistema de aulas VIP, o aluno do Grupo Especialize participa de aulas práticas em ambiente reais de empresas, fazendo com que ele tenha experiência com o cotidiano do mundo corporativo, criando autonomia e absorvendo conhecimento prático. A rede também conta com o Programa Recruta +Brasil que faz a captação e encaminhamento de candidatos à vagas de trabalho através de parcerias com grandes empresas.

 

“Este é um ótimo momento para começar um curso e mudar de vida, aproveite o começo do ano!”, conclui Vinícius.

 

Outra rede que também oferece cursos, mais especificamente na área gastronômica, é o Instituto Gourmet.

 

Criada em 2014 por Lucilaine Lima, a escola nasceu da necessidade da, até então, professora de biologia de ficar mais perto de seu filho. O que antes começou apenas como um trabalho informal, hoje se tornou um negócio rentável e importante para o meio.

 

Desde o surgimento dos reality show de gastronomia, a busca por cursos profissionalizantes na área aumentou consideravelmente. Segundo Robson Fejoli, diretor comercial do Instituto Gourmet, a capacitação é a chave principal para o crescimento profissional. “Cursos e pesquisas são a chave principal do crescimento profissional, sem isso não dá para acompanhar o mercado, há inovações todos os dias, é um campo desafiador”, comenta.

 

A rede possui oito cursos especializados de longa e curta duração, todas realizadas em um ambiente totalmente equipado e dedicado à aprendizagem. “Nossa escola é destinada aos interessados em ingressar profissionalmente na área de gastronomia, por isso desenvolvemos um dos melhores cursos do mercado, com flexibilidade de horários e certificado profissional”, finaliza Fejoli.

 

De acordo com pesquisas da FGV (Fundação Getúlio Vargas), cerca de 76% das pessoas perdem oportunidades de emprego por falta de qualificação profissional ou cursos extra-curriculares.

, o Brasil deverá criar 1,78 milhão de empregos com carteiras assinadas em 2018. O número de vagas formais criadas em 2018 pode chegar a 2 milhões. Os dados somados à entrada de um novo ano, traz esperança aos brasileiros, que para se destacarem no mercado, podem optar pelos cursos profissionalizantes.

 

Além de aprimorarem o currículo e especializarem o candidato em determinada área de atuação, uma vez que fornece uma base teórica e prática, os cursos profissionalizantes podem ser considerados como atividade extracurricular, somam pontos em provas para concurso público, ajudam a dar um upgrade na carreira e na conquista de cargos melhores. Além disso, abrem portas na busca pelo primeiro emprego, principalmente se a pessoa não tem experiência na área.

 

Segundo Vinícius Guimarães, fundador do Grupo Especialize – de cursos profissionalizantes, o alto índice de desemprego se deve principalmente à falta de preparação dos candidatos e muitas empresas preferem profissionais técnicos do que aqueles com nível superior. “As pessoas não devem ter medo das exigências das empresas e dos requisitos pré-estabelecidos, elas devem se preparar para um mercado de trabalho que busca profissionais cada vez mais qualificados”.

 

Especializado na qualificação de pessoas para empregos de acordo com a sua área de atuação, o Grupo Especialize oferece mais de 70 cursos nas áreas de Administração (Gestão e Negócios), Tecnologia e Games (Designer e Criação) e Inglês. “Ao fazer um curso profissionalizante, o aluno realmente adquire formação profissional, aprimora seu conhecimento intelectual e técnico, estando capaz de competir e sair na frente de outras pessoas”, explica.

 

Com ensino humanizado e sistema de aulas VIP, o aluno do Grupo Especialize participa de aulas práticas em ambiente reais de empresas, fazendo com que ele tenha experiência com o cotidiano do mundo corporativo, criando autonomia e absorvendo conhecimento prático. A rede também conta com o Programa Recruta +Brasil que faz a captação e encaminhamento de candidatos à vagas de trabalho através de parcerias com grandes empresas.

 

“Este é um ótimo momento para começar um curso e mudar de vida, aproveite o começo do ano!”, conclui Vinícius.

 

Outra rede que também oferece cursos, mais especificamente na área gastronômica, é o Instituto Gourmet.

 

Criada em 2014 por Lucilaine Lima, a escola nasceu da necessidade da, até então, professora de biologia de ficar mais perto de seu filho. O que antes começou apenas como um trabalho informal, hoje se tornou um negócio rentável e importante para o meio.

 

Desde o surgimento dos reality show de gastronomia, a busca por cursos profissionalizantes na área aumentou consideravelmente. Segundo Robson Fejoli, diretor comercial do Instituto Gourmet, a capacitação é a chave principal para o crescimento profissional. “Cursos e pesquisas são a chave principal do crescimento profissional, sem isso não dá para acompanhar o mercado, há inovações todos os dias, é um campo desafiador”, comenta.

 

A rede possui oito cursos especializados de longa e curta duração, todas realizadas em um ambiente totalmente equipado e dedicado à aprendizagem. “Nossa escola é destinada aos interessados em ingressar profissionalmente na área de gastronomia, por isso desenvolvemos um dos melhores cursos do mercado, com flexibilidade de horários e certificado profissional”, finaliza Fejoli.

 

De acordo com pesquisas da FGV (Fundação Getúlio Vargas), cerca de 76% das pessoas perdem oportunidades de emprego por falta de qualificação profissional ou cursos extra-curriculares.

Foto Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Por favor, para continuarmos produzindo conteúdo de qualidade, precisamos que você desative o adblock quando acessar nosso site.